Teste de Inteligência Emocional

Baseado num teste de D. Martin e K. Boeck, adaptado para a população portuguesa por Augusto Fernandes (I.S.G.B. e Universidade Moderna)


Ao submeter as suas respostas para cotação deverá incluír obrigatoriamente « os seguintes dados:

Nome;
Idade;
Sexo;
Profissão;
Habilitações académicas;
Endereço de email
.

Breve resumo da nossa política de privacidade - Todos os dados pessoais sensíveis (nome, endereço postal, telefone e endereço de e-mail) fornecidos no âmbito de envio de respostas a qualquer destes testes e/ou concursos não serão, EM CASO ALGUM, fornecidos a terceiros nem utilizados para o envio de qualquer mensagem publicitária não desejada. Os únicos dados a serem utilizados e fornecidos para efeitos de análise serão: Idade, sexo, profissão, habilitações académicas. Nenhum destes dados será arquivado no servidor WEB que aloja este site. A idade mínima de participação é de 16 anos (mais detalhes).

Este teste destina-se a avaliar de forma global a sua Inteligência Emocional e ajudá-lo-á a compreender melhor as dimensões em que a mesma se organiza. Os itens seguintes representam amostras do comportamento humano.

Escolha a alínea que se aproxima mais da sua forma de agir, pensar ou sentir e assinale-a.


Nome: 
(obrigatório) «
Idade: (obrigatório, maior que 16) «

Sexo:  
(obrigatório, M ou F) «

Profissão:
(obrigatório) «

Hab. Académicas   
(obrigatório, escolher da lista) «
Email (obrigatório) «
Teste de Q.I. (facultativo, se alguma vez fez um teste de Q.I., que resultado obteve ?)


1)     Está sentado num avião sacudido por fortes turbulências.  Como se comporta?   

Lê tranquilamente um livro sem dar grande importância às turbulências.
Calcula a gravidade da situação, observando a azáfama à sua volta e certifica-se se tem um colete de salva-vidas no seu lugar.
Apresenta um comportamento semelhante ao descrito nos dois itens anteriores.
Desatento. Nunca se apercebe deste tipo de situações.

2) Foi a um parque com a sua filha e com outras crianças da pré-primária. Logo de seguida, uma das crianças começa a chorar porque os outros não querem brincar com ela. Como reage a esta situação?

Mantém-se à margem deste problema. As crianças que resolvam os seus conflitos.
Procura uma maneira de convencer as outras crianças para que brinquem com a que está a chorar.
Diz à criança, com amabilidade, para não chorar.
Procura distrair com um brinquedo a criança que chora.

3) Desistiu a meio de um exame, onde tinha previsto obter uma boa classificação. Como reage?

Estabelece um plano de trabalho para ter uma boa nota no exame seguinte.
Propõe, a si próprio, esforçar-se mais no futuro.
Afirma que a nota nesta disciplina não é muito importante e concentra-se em outras cadeiras, nas quais tenha obtido melhores classificações.
Fala com o professor(a) e pede-lhe para fazer um exame oral.

4) Trabalha em vendas pelo telefone. Os 15 clientes com quem contactou recusaram a sua chamada. Pouco a pouco vai desanimando. Como se comporta?

Deixa o trabalho por hoje e espera ter mais sorte amanhã.
Fica a pensar - Qual seria a causa de não ter tido êxito?
Na chamada seguinte tenta empregar uma nova táctica e, diz a si próprio, que não deve render-se com facilidade.
Interroga-se se este será o trabalho adequado para si.

5) Procura tranquilizar uma amiga que está muito alterada, depois do condutor de outro carro ter invadido perigosamente a faixa onde circulava, sem respeitar as distâncias. Como se comporta?

Diz-lhe: "Anima-te, afinal não aconteceu nada de grave."
Coloca a cassete preferida da sua amiga no leitor do carro, para distraí-la.
Alia-se às suas expressões de indignação, para mostrar a sua solidariedade.
Conta-lhe que há pouco tempo, numa situação semelhante, reagiu de forma igual mas rapidamente se apercebeu que o outro carro era uma ambulância.

6) Uma discussão entre você e o seu companheiro(a) foi subindo de tom. Ambos estão muito alterados e atacam-se um ao outro com recriminações que não vêm a propósito. O que deve fazer?

Propor uma pausa de 20 minutos e depois reiniciar a discussão.
Deixar de discutir e, de seguida, não dizer absolutamente mais nada.
Dizer que lamenta o que está a acontecer e solicita ao seu companheiro para que este peça desculpa também.
Recuperar o controlo e reflectir durante alguns momentos, de modo a poder expor o seu ponto de vista, com a clareza possível naquelas circunstâncias.

7) O seu filho de 3 anos é muito tímido e desde sempre reage de forma temerosa às pessoas e aos lugares desconhecidos. Como deverá comportar-se você nestas circunstâncias?

Aceita com naturalidade que o seu filho seja tímido e pensa como poderá protegê-lo de situações que o afectem.
Consulta um psicólogo infantil.
Enfrenta com o seu filho o maior número de situações desconhecidas, para o ajudar a superar esses medos.
Facilita ao seu filho experiências que o ajudem a ir saindo do seu retraímento.

8) Em criança aprendeu a tocar piano, mas durante muitos anos não voltou a fazê-lo. Agora quer voltar a praticar este tipo de instrumento. Qual a forma mais rápida para obter bons resultados?

Praticar, cada dia, a uma hora determinada.
Escolher peças que exijam um desafio, mas que seja possível aprender.
Praticar somente quando, na verdade, tiver desejo de fazê-lo.
Escolher peças muito difíceis, que só poderá aprender com um esforço correspondente.


Ao premir o botão "Enviar" as suas respostas serão enviadas e uma nova página será carregada com as respostas esperadas e uma análise de cada um dos items. Por favor, não envie as suas respostas mais que uma vez (*).

Se o envio falhar, por favor envie as suas respostas por e-mail para:

(*) Acções como as da visitante identificada como cintia morona que, num intervalo de alguns minutos, enviou cerca de 150 mensagens com respostas repetidas, são extraordinariamente penalizadoras para a normal operação deste website.


WWW.CPSIMOES.NET